Feedfoward: estamos falando pouco sobre soluções

Somos da cultura do FEEDBACK, olhar para trás para aprender com o que deu certo ou errado, rever o passado de alguém e comentar.

Em geral, observo que estamos falando muito de problemas e pouco de soluções. Ok. Isso é bom quando ocorre na empresa, em casa, na vida (quando ocorre com intuito de melhor ia é não de culpa). Mas tem suas limitações, por se ater apenas no que já aconteceu, em problemas. As organizações ainda correm atrás de ferramentas de feedback assertivas, lutam para implementar processos. Estamos bem atrás.

Além de aprender com os erros, vamos pensar que também podemos aprender olhando para frente, e não é incomum que as pessoas simplesmente ignorem isso. Que tal poder olhar para frente e antever problemas, se preparar para as possibilidades, superar obstáculos antes que eles possam surgir? Observar a infinidade das possibilidades futuras, com o foco positivo, em soluções.

Nesse sentido, o feedback e o feedfoward se complementam para que se alcance o foco desejado de forma mais assertiva. O feedfoward seria justamente o olhar para o futuro para alcançar uma meta.

Quando você pensa nessas infinitas possibilidades que você tem adiante, você se depara com o infinito de possibilidades, e amplia suas chances de fazer dar certo. Trata-se aqui se suas próprias possibilidades, não se subestime. O que você pode fazer que ainda não fez? O que você pode começar ainda hoje para alcançar sua meta? O que você pode fazer caso haja imprevistos? E uma pergunta leva a outra, que levam a soluções.

O feedfoward, como o feedback, não é assim tão simples. Se você pensa melhorias para suia vida pessoal, há atores de seu convívio diário que precisam ser levados em consideração. Se a questão for de âmbito profissional, a estrutura da organização e a equipe são cruciais para pensar quaisquer estratégias de desenvolvimento. E essas tantas informações tornam a análise mais complexa, e portanto, mais rica.

É um exercício de autoconhecimento e de ação. Não é só olhar a diante, mas é necessário olhar para si, e também produzir. Um desejo que não sai do papel não passa de um sonho remoto.

O feedfoward é tão desafiador quanto o próprio alcance da meta, é o entre, o percurso. E o caminho também pode ser tão gratificante quanto a realização de chegar lá.

Você já solicitou um feedback? E um feedfoward? Solicite para alguém que te conheça muito bem, e para alguém que tenha contato  superficial, uma sugestão para melhorar algo que não deu certo, e uma sugestão de algo que você possa fazer para melhorar no futuro.Um exercício no mínimo interessante né? O passo seguinte é tirar do papel e colocar em prática.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s