Depressão e acometimento físico

Alguns sintomas da depressão são amplamente conhecidos e as vezes  banalizado, principalmente os sintomas que acometem fatores emocionais. Contudo, a depressão é uma doença complexa, com acometimento físico da pessoa, devido ao desequilíbrio químico dos neurotransmissores.

Segundo Dalgalarrondo (2008), as síndromes depressivas têm como sintomas mais salientes  humor triste e o desânimo, mas há sintomas dos âmbitos da afetividade, cognição, vontade, afeto, além de sintomas neurovegetativos. Dependendo da gravidade, pode haver sintomas como alucinações e/ou delírios, e alteração psicomotora associados. Os idosos com depressão também tendem a ficarem mais debilitados fisicamente e biologicamente do que pessoas mais jovens com síndromes depressivas.

Mas Stéfani, a depressão é física, e não psicológica? Não, a depressão é tanto física quanto psicológica, com uma gravidade que varia conforme cada caso. Sua origem também pode variar, podendo ser advinda de fatores físicos relacionados aos neurotransmissores, ou ter fatores psicológicos como disparadores com consequente comprometimento físico.

Então o correto é ir ao psicólogo ou ao médico? Ambos profissionais têm sua importância, assumindo papéis distintos. Um tratamento adequado conta com equipes multidisciplinares, onde o médico psiquiatra trata do diagnóstico e ministra e acompanha a medição, a fim de evitar a evolução da doença. O psicólogo irá identificar os fatores emocionais e sociais, principalmente, envolvidos tanto com a raiz do problema quanto na adaptação e tratamento dos sintomas emocionais, reconstrução da subjetividade, e com a descoberta de formas de driblar a doença.

Sintomas: Tristeza, choro fácil, apatia, irritabilidade, desesperança, dificuldade de tomar decisões, insônia, alteração no apetite, diminuição da libido, fadiga, dificuldade ou incapacidade de sentir prazer, dificuldade em tomar decisões, ideação suicida, culpa, lentificação psicomotora, déficit de atenção e concentração, déficit de memória, mutismo, dentre outros (Dalgalarrondo, 2008). Esses sintomas podem aparecer quando há um fator estimulando, exemplo, diante de uma situação de luto, ou quando não há nenhum fato causador.

É importante destacar que apenas um médico psiquiatra pode diagnosticar e medicar corretamente pessoas com síndromes depressivas, embora haja a banalização da medicação para esses sintomas por parte de outros especialistas.

Depressão não é preguiça nem frescura. Ao identificar os sintomas, procure por ajuda, ou ofereça ajuda caso suspeite que alguém próximo possui parte desses sintomas. A ausência de tratamento aumenta gradativamente o sofrimento da pessoa e dos familiares.

BIBLIOGRAFIA:

DALGALARRONDO, Paulo. Psicopatologia e Semiologia dos Transtornos Mentais. 2. ed. Porto Alegre: Artmed, 2008.

Anúncios

Um comentário em “Depressão e acometimento físico

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s