Reflexões sobre o autocuidado

  • Se tem receita, não é autocuidado

Costumo ver pelas redes sociais algumas receitas de autocuidado, dizendo o que a pessoa têm que fazer para se cuidar. No entanto, o princípio 1 do autocuidado, (auto) – voltar para si próprio,olhar para si, se conhecer. Se eu falo que autocuidado é fazer isto ou aquilo, estou falando do que eu acredito ser certo, que cabe na minha vida, mas não necessariamente caberá no outro. Afinal, caminhar, ouvir música, fazer listinha, cozinhar, encontrar um amigo de longa data, ler um livro, não é bacana para todos e a todo momento, não é mesmo? Portanto, cuidado com listas prontas de dicas de autocuidado, nem todos os itens farão sentido para você.

O primeiro passo é o autoconhecimento. Para se cuidar, é necessário se conhecer. Buscar se cercar de pessoas que fazem sentido estar ao lado, fazer coisas que dão satisfação – sem autoconhecimento não é possível chegar em definir o que faz sentido nesses aspectos.

  • Respeito o seu tempo, seu ritmo, seu limite.

Nossa sociedade neoliberal (pós capitalista) tem como característica fundamental a responsabilização individual pelo funcionamento da máquina toda, “você tem tudo para ser uma [pessoa de sucesso], basta se empenhar para isto”. Quem nunca escutou algo parecido – troque o [] por [emagrecer], [passar no concurso], [ser promovido], [ser feliz], [qualquer coisa].

Cabe um artigo somente deste ponto, mas onde quero chegar aqui é, ao olhar para si, cuide de si próprio respeito seu tempo, seu ritmo, sem se comparar. Não use a régua do outro como parâmetro. Conheça e respeite seus limites. Seja justo com você mesmo. É reconhecimento de potência andar conforme o limite de velocidade da via e conforme o seu próprio motor.

  • Não é estética, tampouco futilidade.

Algumas receitas de autocuidado têm itens como ir ao salão, fazer unha, hidratar cabelo, vestir uma roupa bonita ou nova, etc. Estes itens não se referem a futilidades, mas em sentir uma imagem agradável, se sentir bem na própria “carcaça”. Mas aqui voltemos ao item 1, pois esta autoimagem não é a mesma coisa para todo mundo; precisa haver autoconhecimento para entender que imagem é esta que te faz sentir bem. Não é futilidade sentir-se bem com o próprio corpo.

  • Reflita sobre o tempo o tempo PARA o outro e o tempo COM o outro.

Quantas vezes você já resmungou que só tem tempo PARA o outro e nenhum tempo PARA você? Quem nunca? Mas….vamos pensar nesta relação que é PARA e não COM o outro. Se é PARA o outro, você está tirando um tempo seu, abdicando em função de servir ao outro, você está perdendo. Se este tempo é COM o outro, você está junto, não está perdendo, pois na medida em que cede, você ganha, compartilha, está junto.

Se meu tempo é PARA o outro, não estou ali a não ser me doando. Se estou ali COM o outro, estou me doando, mas também estou recebendo, há troca. O momento é de ambos, e não há um que sacrifica o próprio tempo, mas que usufrui do tempo junto.

Complexo, não? Daria um artigo também. Vamos pensar sobre isso.

  • Se acolha, se perdoe

Se há um fantasma de tamanhos sem precedentes é a culpa, cuja única função é promover sofrimento. Culpa não conserta, não corrige, não faz voltar atrás. A culpa somente faz machucar.

Frustrações, erros e falhas são inerentes à condição humana, e acontecem uma, duas, mais vezes.

Quando algo sai diferente do esperado, se acolha. Se perdoe pelas próprias falhas, seja humilde e reconheça suas limitações. Se há algo que você ainda não dá conta, algo maior do que você, se acalente em seus próprios braços.


Há tanto o que falar de autocuidado, que o tema merece novos posts. Em breve.

Cópia de Minhas Publicações (7)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s