Quando o corpo grita

Nosso corpo nos dá sinais: “Ei, tem algo errado!”. Nosso corpo pede para parar quando tudo está rápido demais, quando está lento demais, quando percebe que as coisas não estão no lugar certo.

E como é comum não escutarmos nosso corpo. Temos uma força muito grande para seguir em frente.

Sentimos dores, palpitações, tremores, suores, ou às vezes aquele aperto no peito que não sabemos dar nome. A imunidade cai e ficamos mais suscetíveis a viroses, as unhas ficam fracas, o cabelo cai.

Nosso corpo conversa conosco, se molda, se muda. Mas ele não aguenta tudo o tempo todo. Se não nos cuidarmos, chega a hora que ele falha, gritando: “Peraê, desse jeito não dá mais. Se as coisas não mudam, paro por aqui, não aguento mais isso”.

A ideia de conversar com nosso corpo – e quando digo corpo, não é só cabeça, ombro, joelho e pé, mas toda essa coisa que nos compõe – é possível a todo tempo, mas quando ele para, os efeitos são mais danosos para nós e aqueles que nos envolvem.

Veja bem como é perfeito nosso funcionamento. Precisamos nos escutar mais, silenciar e ouvir nosso barulho. E sim, nosso barulho incomoda como unhas grandes passando no quadro negro.

De toda forma, fica a nossa escolha: Vamos nos escutar? Vamos nos ignorar? Temos possibilidade de escolher, mas e quando o barulho incomoda muito? E se nosso ruído interno parecer ensurdecedor, quando eu queria que tivesse o harmonioso som de uma harpa angelical?

Quando não somos capazes de nos escutarmos por nós mesmos, pedirmos ajuda para que alguém nos auxilie a nos escutar diante de tanto barulho. E os sons harmoniosos de harpas angelicais? Precisamos sair no lugar de conforto e aprender a tocar, é necessário desejo, movimento.

A terapia funciona assim em relação aos nossos incômodos e sintomas. Ela atua como suporte, mas de forma limitada sem comprometimento e vontade de seguir.

Stéfani Martins Pereira

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s