Amparar

https://www.google.com.br/search?q=amparar&oq=amparar&aqs=chrome..69i57j0l5.1536j1j7&sourceid=chrome&ie=UTF-8

Quando penso em valorização da vida, uma dúvida que pode pairar no imaginário coletivo é “Como fazer?”.

Tendo em vista o mês de setembro como campanha de prevenção ao suicídio, estou fazendo uma série de postagens sobre a valorização da vida.

Ainda que não haja receitas e garantias de que uma pessoa desista de seguir em frente com a ideia suicida, estes elementos são de grande valia para valorização da vida e prevenção ao suicídio. Amparar, escutar, buscar ajuda, acolher, aproximar, respeitar a alteridade.

Amparar seria como ajudar uma pessoa que temporariamente não consegue caminhar sozinha, a dar alguns passos. É dar suporte, apoiar na busca de alternativas, no sentido de preservar a vida do outro.

Quando falamos de preservação da vida, alguns sinais são fortes indicativos de que a pessoa precisa de amparo / apoio para seguir. Um deles é a desesperança.

Sabe aquele discurso de que “não adianta o que eu faça, nada vai melhorar, portanto, não adianta mais nada”, de alguém que realmente não tem esperança? Esta pessoa precisa de amparo, sozinha ela não está conseguindo seguir.

Outro forte indicativo de que a pessoa precisa de amparo é o isolamento, e este mais desafiador para quem está próximo, pois a pessoa que precisa de apoio nega o contato com outras pessoas de todas as formas, inclusive de pessoas muito próximas. Esse isolamento social é diferente da pessoa que quer ficar um pouco sozinha, mas está mai ligado a algo mais radical, da pessoa evitar a todo custo qualquer tipo de interação, deixar de conversar, inclusive podendo comprometer a vida pessoal e o trabalho.

Tanto o isolamento social quanto a desesperança são muito difíceis de lidar, e são fortes indícios de que a pessoa não está dando conta de seguir sozinha, e precisa de amparo.

É necessário, também, um exercício de escuta para identificar esse momento, e a hora de agir.

Amparar é valorizar a vida.


Qualquer um pode exercer escuta, um amigo, o profissional de saúde e assistência social, um colega, família, e até um desconhecido. Fale. Escute. Busque ajuda.

Não tem a quem recorrer? O CVV é uma organização com canais de comunicação em todo o Brasil, que está sempre pronta a escutar. Basta discar 188 ou entrar no site.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s